Prevenções

A prevenção ainda é o melhor remédio. Adote um estilo de vida saudável e não sobrecarregue seu coração.

Confira algumas dicas:

1 – Alimentação saudável
Um coração em forma depende de uma alimentação saudável. Por isso selecione melhor os alimentos, buscando balancear as refeições e evitando gorduras, sal e açúcar em excessos. Outra dica importante é não ficar períodos longos em jejum e tentar se alimentar de três em três horas.

2 – Exercícios físicos
Há uma série de benefícios ao coração a prática regular de exercícios físicos, como a redução das taxas de colesterol no sangue, fator que pode levar ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares; estímulo ao trabalho cardiovascular, com a elevação da frequência cardíaca durante o exercício; produção de óxido nítrico, que atua como vasodilatador; dentre outras. A recomendação é de, pelo menos, 30 minutos diários para redução do risco de ataques cardíacos e derrames.

3 – Largue o cigarro
Fumantes têm três vezes mais risco de sofrerem um ataque cardíaco do que as pessoas que não fumam. Portanto, a recomendação é simples: busque alternativas para largar o cigarro. Pesquisas apontam que algumas das 7 mil substâncias contidas no cigarro facilitam o processo de adesão de placas de gordura nas paredes dos vasos sanguíneos, e também a formação de coágulos é mais rápida nos tabagistas. O resultado é a dificuldade na circulação que, no caso de ocorrer em artérias do coração, leva ao infarto.

4 – Peso saudável
O excesso de peso predispõe doenças cardiovasculares, diabetes, hipertensão e colesterol alto. O ideal é manter o índice de massa corpórea (IMC) entre 20 e 25. Atividade física regular e alimentação saudável ajudam no controle do peso.

5 – Conheça seus números
Consulte seu médico regularmente e faça acompanhamento dos seus números: pressão arterial, colesterol e glicose. Verifique também seu índice de massa corpórea (IMC) e circunferência abdominal, duas medidas importantes para o controle da saúde e para avaliação do seu risco cardiovascular.

6 – Beba bastante líquido
Se hidratar diariamente é fundamental para o equilíbrio do nosso organismo, trazendo benefícios diretos ao funcionamento do coração. A água faz com que o sangue fique mais fino, diminuindo o risco de eventos que geram trombose, ou seja, reduzindo o risco de obstruções agudas nas artérias, um dos causadores do infarto. Um adulto deve ingerir, pelo menos, três litros de água por dia.

Fatores de Risco

Abaixo listamos alguns dos principais fatores de risco para a saúde do seu coração:

1 – Hipertensão arterial
A hipertensão pode provocar danos à estrutura das paredes das artérias e, com isso, aumentar o risco de infarto, derrame e doenças renais. Na maioria dos casos é considerada uma doença silenciosa, porém podem surgir alguns sinais de alerta como tontura, falta de ar, palpitações, dor de cabeça frequente e alteração na visão. O valor ideal da pressão arterial é de 120×80 mmHg.

2 – Tabagismo
Como dito anteriormente, fumantes têm três vezes mais risco de sofrerem um ataque cardíaco do que as pessoas que não fumam. Pesquisas apontam que algumas das 7 mil substâncias contidas no cigarro facilitam o processo de adesão de placas de gordura nas paredes dos vasos sanguíneos, dificultando a circulação que, no caso de ocorrer em artérias do coração, leva ao infarto.

3 – Colesterol elevado
O excesso de colesterol no sangue pode formar placas de gorduras na parede das artérias dificultando o fluxo sanguíneo ou até mesmo obstruindo essa passagem, ocasionando o infarto e derrame. Colesterol alto é uma doença silenciosa e, por isso, devem ser feitos exames de sangue periódicos.

4 – Diabetes
Diabetes é uma doença que eleva os níveis de açúcar no sangue e também está associada com o aumento nas doenças cardiovasculares. Aumento da sede e da fome, grande vontade de urinar, cicatrização demorada, infecções gerais frequentes, diminuição de concentração e embasamento da visão são sintomas da doença.